Passagens Aéreas Baratas

Voos baratos e promocionais
  • scissors
    Agosto 4th, 2015adminTurismo

    Um dos destinos mais procurados pelos turistas, Salvador, na Bahia, vem sofrendo com a baixa no número de visitantes. Principalmente no que tange ao turismo de negócios e realizações de eventos. Muitos hotéis estão tendo que demitir seus funcionários e até mesmo fechar suas portas.

    Salvador, na Bahia

    O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Hotéis, bares e Similares de Salvador, José Ramos Silva, conta que mais de 3 500 pessoas que tinham pouco mais de um ano de carteira assinada perderam o emprego de janeiro até o último dia 20 de maio. Esse número ainda não inclui os trabalhadores com menos de um ano de carteira assinada, que perderam o empregoem maior escala. “Está difícil, pois a rotatividade do setor é grande e os profissionais mais qualificados também estão saindo”, afirmou.

    Conforme os especiliastas, há inúmeros fatores que estão prejudicando o turismo, principalmente o turismo de eventos, na Bahia. Além da violência, o principal deles é a falta de local adequado para receber encontros. A indefinição do governo com o que fazer com o Centro de Convenções da Bahia, um dos principais locais de encontros e eventos, também vem complicando a situação dos hoteleiros.

    Salvador dispõe de 404 hotéis e aproximadamente 39 mil leitos cadastrados. A Bahia é o terceiro destino turístico mais procurado no Brasil, atrás apenas de São Paulo e Rio de Janeiro. O turismo de negócios na capital baiana no entanto está mais atrás. Ele é 8º destino mais procurado, perdendo para cidades como Gramado e Foz do Iguaçu. Hotéis como o azer Piatã, Hostel Piatã e Praia de Jaguaribe, em Jaguaribe, são os mais atingidos pela crise e estariam fechando apartamentos e até andares inteiros.

    “O turismo da Bahia não é só sol e praia, que acontece de três a quatro meses no ano. Não temos estrutura para grandes eventos e, conseqüentemente, não há como captar negócios lá fora” lamenta o empresário Luis Leão, integrante do Conselho Baiano de Turismo.

    Salvador, na Bahia

    Tags: , , ,
  • scissors
    Abril 28th, 2015adminAeroportos

    Ao que tudo indica as filas gigantes e demoradas em aeroportos nacionais estão com os dias contados.

    Aeroportos

    Desde segunda – feira, treze de outubro, os aeroportos nacionais estão obrigados a reduzir o tempo de espera em filas do desembarque de voos internacionais. O maior problema é apresentado nas filas da Alfândega.

    A partir desta semana o passageiro terá de ficar no máximo 16 minutos na fila da Polícia Federal e cerca de 8 minutos na fila da Receita Federal. O aeroporto que já registra tempos parecidos com estes é o Aeroporto do Galeão (Rio de janeiro).

    Entre os terminais mais demorados estão os aeroportos de Manaus e Fortaleza. Porém, o caso mais grave é o observado no Aeroporto de Brasília, que muitas vezes a fila simplesmente não avança.

    A redução no tempo de espera se dá por conta do bem estar dos passageiros. Muitos deles, voltando de voos internacionais longos estão exaustos. Chegando ao aeroporto ainda precisam enfrentar demoradas filas.

    Bem verdade que os procedimentos são necessários e importantes, como por exemplo, carimbar o passaporte confirmando entrada no país novamente, ou o vistoria de bagagens. Metodologias básicas de segurança em qualquer terminal.

    A medida foi tomada após um levantamento da Secretaria de Aviação Civil que constatou a lentidão nos aeroportos brasileiros. Apesar de alguns terminais apresentarem muita agilidade na vistoria de malas, a maioria demonstra lentidão em comparação com terminais internacionais.

    O Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, possui uma média aceitável. O segundo menor tempo de espera foi apresentado no Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, seguido do terminal de Guarulhos, onde o tempo médio varia em torno de 20 minutos (entre Polícia Federal e Alfândega).

    De acordo com a Secretaria de Aviação Civil, a redução do tempo de espera em filas nos aeroportos, além de gerar bem estar aos passageiros irá deixar o Brasil na média de terminais internacionais.

    Mesmo com a norma, a Secretaria de Aviação Civil não irá punir os aeroportos que extrapolarem o tempo limite.

    Os dois órgãos responsáveis: Polícia Civil e Receita Federal, receberam a norma sem grandes oposições e declararam colaborar com a Secretaria.

    Aeroportos

    Tags:
  • scissors
    Abril 15th, 2015adminLinhas Aéreas

    Qantas Segundo o ranking do site Airlines Ratings.com, especializado em classificação mundial de segurança, a operada de linhas aéreas mais segura do mundo é a Qantas.

    Sem nunca ter se envolvido em um acidente aéreo, a operadora de linhas aéreas ocupa o topo da segurança mundial passando na frente de outras 449 empresas do setor da aviação.

    Além de eleger a operadora de linhas aéreas mais segura o site listou as dez melhores qualificadas.

    Os critérios de avaliação envolvem dados governamentais, número de acidentes ao longo da história da operadora de linhas aéreas, além de trajetória dos sistemas operacionais da empresa.

    As dez operadoras de linhas aéreas mais seguras do mundo são, em ordem alfabética: Air New Zealand, a Cathay Pacific Airways, British Airways, Emirates, Etihad Airways, EVA Air, Finnair, Lufthansa e Singapore Airlines.

    De acordo com Georffrey Thomas, diretor executivo da operadora de linhas aéreas Qantas, o primeiro lugar em segurança se deve aos sólidos investimentos e seriedade com que a empresa leva se negócio.

    Segundo o executivo, a frota da companhia de linhas aéreas é de sete a nove anos mais jovem do que quando foi reinaugurada. Desde 1995 a empresa foi privatizada e é a partir deste período que ocorreram as mudanças mais significativas.

    O outro lado da lista

    Se existem as melhores companhias de linhas aéreas, também existem as piores. Das 449 empresas avaliadas, 149 obtiveram a classificação máxima. Cinquenta empresas conseguiram apenas três estrelas ou menos.

    As piores colocações ficaram com as companhias do Nepal – Tara Air e Nepal Airlines e do Oriente Médio – Scat Airlines do Cazaquistão e a afegã Kam Air.

    Um ano para ser esquecido

    O site também apontou que as companhias de linhas aéreas atravessaram um dos mais complicados anos no que se refere à segurança. Muitos incidentes trágicos e misteriosos mancharam a história da aviação mundial.

    Qantas O ano de 2014 apresentou vinte e um acidentes fatais envolvendo voos, totalizando 986 mortes. Este número é o maior dos últimos dez anos.

    Por outro lado, as companhias de linhas aéreas registraram um número recorde de passageiros – 3, 3 bilhões em 27 de milhões de voos. Fazendo a relação, menos acidentes aconteceram do que em anos anteriores.

    Tags: , , , , , ,
  • scissors
    Fevereiro 17th, 2015adminLinhas Aéreas

    Segundo o Anuário do Transporte Aéreo de 2013 realizado pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) o número de voos domésticos e internacionais aumentou no Brasil. Durante o ano passado, o país atingiu a marca de 109, 2 milhões de passageiros.

    Os números foram entregues à sociedade durante um evento que contou com a presença do Ministro da Aviação Civil, Moreira Franco. O responsável pela leitura dos dados foi diretor – geral da estatal Marcelo Guaranys.

    De acordo com a agência reguladora, 90 milhões de passageiros embarcaram em voos domésticos e 19,2 milhões utilizaram linhas aéreas internacionais.

    O Anuário do Transporte Aéreo também revelou que o país vem apresentando um aumento gradativo e regular nos números de voos desde o ano de 2011.

    Entre os anos 2011 e 2013 o Brasil registrou mais de um milhão de voos para cada ano. Isso significa um aumento de 81% em relação aos dez últimos anos.

    Os voos domésticos cresceram cerca de 10% durante o ano de 2013 em relação ao ano anterior. Já os voos internacionais tiveram um aumento da demanda na casa dos 8%.

    Talvez a informação mais surpreendente do Anuário fica por conta da constatação que, em 2013 o transporte aéreo foi o principal meio de locomoção entre os brasileiros.

    A maioria das distâncias regionais (municipais e interestaduais) com mais de 75 quilômetros entre elas foram percorridas através de linhas aéreas.

    Os voos domésticos apresentaram um aumento no número de passageiros. O ano de 2013 foi o período com maior taxa de viajantes desde 2003. O crescimento em relação ao ano anterior foi de 1,56%.

    Durante o evento, a Agência Nacional de Aviação Civil ( ANAC) também divulgou que a tendência é que a demanda por voos domésticos continue crescendo ao longo dos meses. Dessa forma, 2014 apresentará um aumento total de 6% em sua demanda final.

    Segundo dados do Anuário, fica claro que estes resultados e estimativas não receberam influência da Copa do Mundo. Segundo a ANAC, existe um balanceamento de demandadas. Enquanto voos com o objetivo de lazer aumentaram durante o período dos jogos, voos executivos tiveram uma queda. Desta forma, é possível concluir que uma demanda compensou a outra.

    Tags: , ,
  • scissors
    Fevereiro 10th, 2015adminLinhas Aéreas

    Desde que anunciou a nova classe “econômica Premium” em suas linhas aéreas, a companhia alemã Lufthansa demonstra – se satisfeita com os números altos das reservas. Oferecer novas possibilidades de conforto em voos faz parte de um projeto de expansão que ultrapassa os 3 bilhões de euros em investimentos líquidos.

    Lufthansa

    De acordo com o vice – presidente comercial da Lufthansa German, Jens Bischof, a companhia está “extremamente satisfeita com as reservas”. A campanha de marketing da empresa teve início apenas na primeira semana de setembro. Desta forma, a grande maioria dos pedidos para este tipo de serviço foram feitos antes do começo da campanha.

    A companhia alemã começa a operar os voos com assentos econômicos classe Premium a partir do mês de outubro. Quem fizer as reservas poderá contar durante o trajeto das linhas aéreas com mais espaço para as pernas entre os assentos, maior tolerância com o peso das bagagens e mais opções de entretenimento de bordo.

    O serviço só passa a ser oferecido de forma integral a partir do mês de dezembro, porém durante o mês de outubro inicia a fase de testes. A Lufthansa garante que até a implantação total do projeto serão oferecidos aos passageiros upgrades durante o voo. Isso significa que alguns clientes passarão a usar a classe “econômica Premium” de forma gratuita.

    A partir da implantação total do projeto, os voos da Lufthansa serão preenchidos com 10% de sua capacidade com a classe econômica Premium. O serviço só estará disponível para linhas aéreas de longa distância e estima-se o transporte de cerca de 1,5 milhão de passageiros por ano.

    Classe Economica Premium

    Quem quiser receber durante os voos algumas vantagens sem pagar muito mais por isso, deve fazer as reservas na classe econômica Premium. Com esta nova categoria os benefícios começam logo no aeroporto. Cada passageiro possui gratuidade de dois volumes de bagagem de 23 kg cada. Isso significa o dobro do que um passageiro da classe econômica pode levar durante o voo.

    Logo ao chegar à aeronave o passageiro será recebido com uma bebida de boas – vindas. Durante todo o percurso do voo uma garrafa d’água estará disponível ao lado dos assentos e poderá ser reposta a qualquer momento.

    O espaço é outro benefício à parte. Assentos com mais 50% de espaço, poltronas que possuem apoio individual para os braços, mesa rebatível, encosto reclinável e apoio para os pés são as ofertas disponíveis.

    Acessórios de viagem como pequenas almofadas e cobertores estarão disponibilizados para os passageiros. Além de todas essas facilidades durante os voos, também é oferecido, mediante pagamento adicional a possibilidade de utilizar as salas Vips Lufthansa em diversos aeroportos.

    source: linhas-aereas-brasileiras.com.br

    Tags: , , , , , ,
  • scissors
    Dezembro 15th, 2014adminInformações

    A Agência Nacional de Aviação Civil apresentou durante a semana passada uma proposta de Medida Provisória que visa tornar os aeroportos da Amazônia mais adequados à realidade regional.

    A Secretaria de Aviação Civil (SAC) por sua vez, informa que o pedido altera o Código Brasileiro de Aeronáutica, permitindo assim que operações rotineiras sejam realizadas de forma mais adaptadas ao contexto local.

    Caso seja acatada, a Medida Provisória irá promover a integração social, fomentar o desenvolvimento regional, garantir mais acesso à saúde, contribuir com a segurança principalmente das fronteiras e assegurar o turismo.

    O Ministro da Aviação Civil, Moreira Franco, através de nota, afirmou que a Medida Provisória irá permitir que a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) realize regulações adequadas nos aeroportos. Através dos novos voos que surgirão depois disso, as populações mais isoladas estarão bem atendidas e integradas.

    De acordo com a Secretaria de Aviação Civil, a proposta de regulação dos aeroportos da região amazônica surgiu depois de um intenso trabalho. Grupos de pesquisa foram destinados para apontar as necessidades e apresentar soluções prioritárias nos aeroportos regionais que atualmente oferecem mau funcionamento de suas operações, causando imensos prejuízos.

    Os grupos de trabalho e pesquisa apresentaram soluções para questões como infraestrutura, leis regulamentadoras, gestão de aeroportos, operações de voos e relacionamento com as companhias aéreas. Ainda de acordo com a SAC, estas mudanças serão responsáveis pela adoção de critérios técnicos mais ajustáveis.

    Todas essas adequações possuem o objetivo de fomentar o desenvolvimento regional da chamada Amazônia Legal, área que envolve os Estados da Região Norte – Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins, além do Mato Grosso e da parte oeste do estado do Maranhão.

    Vale lembrar que esta área, apesar de estar às margens do grande desenvolvimento que as outras regiões são submetidas, representa cerca de sessenta por cento do território nacional.

    O ministro avalia que a Brasil precisa ter aeroportos funcionais. De acordo com Moreira Franco as distâncias que hoje são percorridas através de barcos e demoram muitas horas, precisam ser percorridas através de voos. Ao defender a Medida Provisória ele ainda explica que só através dela será possível desenvolver de forma correta a região.

    Secretaria de Aviação Civil (SAC)

    Tags: , ,
  • scissors
    Outubro 17th, 2014adminAeroportos

    aeroportosDesde que os principais aeroportos nacionais passaram por privatizações muitos voos internacionais foram criados. Os terminais de Guarulhos, Viracopos, Brasília, Galeão e Confins vivem intenso períodos de revitalizações e vem apresentando reais melhorias em seus estabelecimentos. Gargalos históricos vêm sendo sanados e isso contribuiu para que as companhias aéreas virassem os olhos para o país.

    Novos voos foram criados a partir do Aeroporto de Guarulhos para locais que nunca haviam sido operados. As modificações permitiram também que clientes possam voar sem a realização de diversas escalas. Algumas linhas aéreas foram criadas durante este mês e, por exemplo, possibilitam voos de Minas Gerais e Brasília com destino a Punta Cana, na República Dominicana.

    Os primeiros aeroportos a serem privatizados foram os de Viracopos, Brasília e Guarulhos e são os que puxam a fila das revitalizações. Em todos os terminais citados a primeira parte de obras já foi concluída. De acordo com informações da Associação Nacional das Empresas Administradoras de Aeroportos ( ANEEA) cerca de R$ 1 bilhão foram investidos em revitalizações até o final do primeiro semestre. Caminhões de incêndio, comunicação, infraestrutura, segurança e sinalização são alguns dos pontos que receberam melhorias.

    O Aeroporto de Viracopos recebeu um novo terminal de passageiros, a área total deste espaço chega a ser seis vezes maior que o antigo. A partir deste momento vinte e outros pontos de embarque de voos foram criados isso permitirá cerca de 22 milhões de passageiros ao ano.

    Antes da privatização o aeroporto de Viracopos comportava apenas o aumento de um ou dois voos e não possuía lojas Free Shop. Atualmente com a infraestrutura totalmente remodelada as companhias aéreas tornam – se mais dispostas a operar voos no terminal. Antes, a demanda não conseguia ser suprida uma vez que as acomodações não eram aceitáveis.

    Companhias aéreas como a American Airlines considera essencial a construção destes novos terminais. Para o diretor de Vendas da AA no Brasil, Dilson Verçosa Júnior, a decisão de operar voos em Viracopos veio depois da privatização. A empresa deixa claro que a disposição se faz a partir das melhoria apresentadas que possibilitam a operação de voos.

    Ainda de acordo com Dilson Verçosa, o crescimento da aviação comercial no país fez com que os aeroportos nacionais se tornassem pequenos devido à falta de investimentos. Viracopos, por exemplo, estava muito abaixo das expectativas. Sem espaço, não existia conforto aos passageiros, logo operar voos internacionais a partir do terminal estava fora de cogitação.

    Além da American Airlines, companhias como GOL e TAM irão operar voos internacionais a partir de Viracopos.

    Já, o aeroporto de Guarulhos, desde que foi privatizado ganhou novos outros voos internacionais. A lista de linhas aéreas conta com destinos como Havana (Cuba), Abu Dhabi (Emirados Árabes Unidos), Adis Abeba (Etiópia), Quito (Equador), Charlote (Estados Unidos) e Casablanca (Marrocos). Nenhuma dessas seis cidades tinha voo direto de São Paulo.

    Competição acirrada

    aeroportosCom as privatizações, além de novas linhas aéreas também foi possível a criação da concorrência saudável das companhias aéreas. Por exemplo, nos últimos dias a Azul anunciou voos para os Estados Unidos com passagens aéreas contendo preços promocionais. Imediatamente a GOL também baixou o preço de seus bilhetes.

    As privatizações nem sempre fazem bem ao país, mas nos aeroportos estão se mostrando um bom negócio para todos.

    Tags: , , , , , , ,
  • scissors
    Junho 16th, 2014adminVoos

    A empresa de linhas aéreas norte americana American Airlines começou a vender as passagens aéreas para seu mais novo voo no Brasil, conectando as cidades de Miami, Curitiba, no estado do Paraná e Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul. A nova frequência diária será operada pela Boeing 767-300, configurada para 212 passageiros, em duas classes de serviço (28 assentos na Classe Executiva e 184 assentos na Classe Econômica).

    American Airlines

    Dilson Verçosa, diretor Regional de Vendas da companhia de linhas aéreas, explicou a iniciativa: “Decidimos atender às inúmeras solicitações que recebemos de nossos clientes de Curitiba e Porto Alegre, que agora terão uma opção de voo mais confortável e conveniente, pois não precisarão mais fazer conexões em São Paulo ou no Rio de Janeiro para chegar aos Estados Unidos”. Segundo o executivo, com esta nova rota, a empresa tornará-se a única companhia de linhas aéreas que opera voos da Região Sul do Brasil para os Estados Unidos. O voo AA203 sairá da cidade norte-americana às 20h20 do dia 21 de novembro, com chegada ao aeroporto Afonso Pena, em Curitiba, às 7h50 da manhã seguinte. O avião seguirá para o aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, às 9h25, onde pousa às 10h45. O voo decolará de Porto Alegre para Miami às 12h30, pousando no aeroporto de Miami às 18h30.

    A American Airlines é uma companhia de linhas aéreas americana, que tem como centros principais de operações são os aeroportos de Chicago, Dallas e Miami. A American Airlines é considerada a maior empresa de linhas aéreas do mundo na quantidade de quilômetros voados por passageiros no trecho doméstico e o maior número de passageiros movimentados por ano. Possui a segunda maior malha aérea do mundo.

    A American Airlines transporta mais passageiros em voos entre os Estados Unidos e a América Latina do que qualquer outra companhia de linhas aéreas, tendo transportado 12,1 milhões de passageiros transportados entre os Estados Unidos e a América Latina, em2004. A companhia de linhas aéreas escolheu Ribeirão Preto, no Interior de São Paulo para montar o seu oitavo escritório no Brasil. Atualmente, são três em São Paulo, três no Rio de Janeiro e um em Campinas.

    American Airlines

    Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
  • scissors
    Junho 4th, 2014adminInformações

    TAM Linhas AéreasA TAM é a maior companhia de linhas aéreas do Brasil, assim como de toda a América Latina. Sua sede está localizada em São Paulo, cidade na qual estão dois dos seus principais centros de operações (ou hub), Aeroporto de Congonhas e Aeroporto Internacional de Guarulhos.

    A TAM tornou-se membro da maior aliança aérea mundial, a Star Alliance, consolidando a estratégia de crescimento para ser uma das maiores companhias de linhas aéreas do mundo. Porém, após fusão com a LAN Airlines, terá de sair da aliança, conforme condição imposta pela autoridade financeira chilena que determinou que nenhuma companhia de linhas aéreas do grupo LATAM poderia fazer parte do mesmo grupo que a Avianca/Taca.

    A companhia de linhas aéreas passará a fazer parte da aliança Oneworld, um ano após o anúncio da escolha realizada pela empresa do Grupo Latam. A data de entrada na aliança já foi estabelecida pela companhia de linhas aéreas, trata-se do dia 31 de março de 2014, antes da previsão inicial. A TAM Linhas Aéreas começou a oferecer, no dia 21, o serviço de check-in pelo celular para voos que decolam do Aeroporto Internacional de Santiago (Chile).

    A novidade vale para todos os destinos da companhia com origem nesse terminal. Além de trazer mais agilidade no embarque e comodidade para o passageiro, o check-in pelo celular é uma opção sustentável, pois dispensa a impressão do cartão de embarque. Para utilizar esse serviço, o passageiro precisa acessar o site da TAM por um dispositivo móvel conectado à internet e realizar seu check-in entre 72 e 2 horas antes da decolagem.

    Após realizar esse procedimento, o cliente tem a opção de receber suas passagens aéreas eletrônicas por e-mail, SMS ou até mesmo armazená-lo diretamente no Passbook (aplicativo disponível para usuários do sistema operacional Android e iOS 6 ou superior). O cartão eletrônico de embarque contém um código de barras bidimensional (2D) que deve ser apresentado na entrada da sala de embarque, diretamente na tela do dispositivo móvel do passageiro.

    TAM Linhas Aéreas

    Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,
  • scissors
    Abril 8th, 2014adminLinhas Aéreas, Voos

    A empresa de linhas aéreas norte-americana, American Airlines, anunciou que os voos da nova rota entre Porto Alegre e Curitiba a Miami, já tem previsão para começarem. A companhia entrou com um requerimento e solicitou à Anac, Agência Nacional de Aviação Civil, o início da operação dos voos para o dia 21 de novembro. Pelo que consta, os voos serão diários e serão operados em Aeronaves Boeing 767-300, com capacidade para transportar 219 passageiros.

    American Airlines

    Pelo que foi solicitado pela companhia de linhas aéreas junto à agência responsável, será apenas um voo, que sairá de Miami, passará por Curitiba e Porto Alegre e voltará para a cidade norte-americana. A partida é às 23h35 de Miami, chegando à Curitiba às 8h05, de onde sai às 9h35 com destino à capital gaúcha. O retorno será feito em voo direto entre o aeroporto de Porto Alegre e a cidade de Miami, num total de 9 horas.

    O Boeing 767 da companhia de linhas aéreas foi configurado para transportar até 190 passagerios na classe econômica e 28 na executiva. Atualmente, a American Airlines voa de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Recife, Salvador, Manaus e Belo Horizonte para Miami, Dallas e Nova York.

    A American Airlines é uma companhia de linhas aéreas americana, que tem como centros principais de operações são os aeroportos de Chicago, Dallas e Miami. A American Airlines é considerada a maior empresa de linhas aéreas do mundo na quantidade de quilômetros voados por passageiros no trecho doméstico e o maior número de passageiros movimentados por ano. Possui a segunda maior malha aérea do mundo.

    Em outubro de 2004, a Corporação AMR, proprietária e administradora da American Airlines, atendia a 172 cidades com uma frota total de 991 aviões – 705 da American Airlines e 286 da American Eagle, transportando quase 100 milhões de passageiros por ano. A American Airlines transporta mais passageiros em voos entre os Estados Unidos e a América Latina do que qualquer outra companhia de linhas aéreas, tendo transportado 12,1 milhões de passageiros transportados entre os Estados Unidos e a América Latina, em 2004.

    www.edestinos.com.br

    American Airlines

    Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,
  • « Older Entries

X